5 atitudes de um líder que desmotivam qualquer funcionário - Elos 360
21 de dezembro de 2017 monica santos

5 atitudes de um líder que desmotivam qualquer funcionário

A relação entre um líder e os seus funcionários é, sem sombra de dúvidas, um dos pilares para a obtenção de bons resultados. Outra grande verdade é que o líder deve sempre ser visto como o principal motivador de sua equipe, que, por sua vez, deve se identificar e se espelhar nos exemplos trazidos por ele, para que sempre consigam alcançar os objetivos.

É exatamente por essa relação ser tão íntima e demandar tanta afinidade que determinadas atitudes de um líder podem desmotivar os funcionários e interferir significativamente nos resultados.

Neste artigo, citamos algumas dessas atitudes que podem ser observadas em líderes de diferentes áreas de atuação, mas que desmotivam qualquer colaborador. Confira!

Não ser exemplo do que se pede

Não há nada mais importante para se ter respeito na equipe e conquistar uma liderança por autoridade moral do que o exemplo. A primeira pessoa que precisa ser liderada é o próprio líder (e por ele mesmo). Antes de ser líder do outro é preciso ser líder de si mesmo, ser referência, modelo, uma “boa vitrine” a se espelhar e a seguir.

Chegar atrasado, usar recursos da empresa para interesses pessoais, pensar só em si, mentir, ocultar, falar mal, fazer jogos de poder… Como se sentiria se a sua liderança te cobrasse algo que ela mesma não faz?

Fazer críticas em público

Muitos líderes veem o hábito de criticar um funcionário em público, especialmente na frente de sua equipe de trabalho, como uma maneira de motivá-lo a trabalhar melhor e a trazer mais resultados. Essa, na verdade, é uma das atitudes mais criticadas nos líderes por suas equipes de funcionários.

Expor um membro do time por suas falhas e irregularidades na atividade profissional pode envergonhar esse colaborador, além de desmotivá-lo completamente para tentar melhorar, visto que ele pode se sentir humilhado e desvalorizado com esse tipo de atitude.

Sempre que um líder precisa dar um feedback negativo sobre alguma atitude ou tarefa realizada, ele deve fazê-lo em particular.

Definir metas inatingíveis

Trabalhar com metas é uma das maneiras de se manter toda a sua equipe motivada a sempre se superar e alcançar bons resultados no final de um determinado período. Essa é uma estratégia excelente para a empresa continuar crescendo.

Entretanto, um líder jamais deve se esquecer de que as metas traçadas para qualquer funcionário devem ser possíveis de se atingir, caso contrário, o feitiço pode ir contra o feiticeiro.

Quando um funcionário percebe que está diante de metas inatingíveis, o que deveria servir para motivá-lo acaba causando o efeito contrário: a desmotivação é inevitável diante da falta de possibilidade de se alcançar uma meta.

Por isso, tome cuidado ao utilizar esse artifício para trabalhar com o seu time. Trace metas alinhadas com a realidade e com a capacidade da sua equipe.

Ignorar o colaborador após fazer uma pergunta

Você tem o hábito de fazer uma pergunta ao seu colaborador, ouvir a resposta que deseja e depois, simplesmente retornar à sua atividade, ignorando completamente qualquer coisa que ele tenha a dizer em seguida? Essa é uma prática extremamente desmotivante para qualquer funcionário.

O colaborador, quando responde um questionamento de seu líder, espera ser ouvido corretamente, para que ele dê todas as explicações possíveis sobre a resposta. Quando você opta por escutar apenas a parte que lhe interessa, além de mostrar desrespeito com aquele profissional, também pode desmotivá-lo a lhe procurar caso precise relatar algo.

Tratar subordinados de maneira diferente

É natural que, mesmo como líderes, tenhamos mais afinidade com determinados colaboradores, que tenham ideologias e pensamentos semelhantes aos nossos. Isso, entretanto, jamais deve ser transparecido para o resto da equipe.

Deixar que um funcionário perceba que você tem uma preferência por um colega de equipe pode fazer com que ele não se sinta motivado a entregar o seu melhor para o time no qual trabalha ― afinal, ele se sentirá desvalorizado.

Portanto, procure sempre tratar a sua equipe de maneira igual, deixando as preferências e afinidades para o lado de fora do escritório.

Não ter empatia

Um líder que não tem empatia para com seus funcionários é um líder que jamais será capaz de motivá-los da maneira correta, exatamente porque é incapaz de compreendê-los.

Situações pessoais, por mais que devam ser evitadas no ambiente de trabalho, eventualmente podem interferir na rotina de um funcionário ― e também na sua. Lembre-se que, nesses momentos, é melhor ser compreensivo e oferecer suporte para que o funcionário possa se sentir seguro e satisfeito com o apoio oferecido por você, devolvendo essa gratidão em forma de trabalho bem feito.

Quais das atitudes acima você, como líder, já manifestou sem perceber? Aproveite essa leitura para fazer uma reflexão sobre o assunto.

Gostou do nosso conteúdo? Não deixe de compartilhá-lo com os amigos nas redes sociais!


clima organizacional

Você também vai gostar...
Tagueado: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *